Diferença de ter um espaço para ter uma ocupacao

As seguintes distinções vão em busca de um horizonte para economias alternativas.

A reflexão sobre as condições reais em que os conceitos são vividos, experimentados e praticados mostram divergências entre os discursos e a realidade no âmbito de projeções de um futuro que vale a pena investir tempo, dinheiro e esforço.

A desigualdade como fenômeno é incentivada de diferentes não diálogos e apresentações de realidades.

Pois é preciso pensar na acessibilidade e condições de produção da informação.

Espaço pra todo mundo. O Estado está em constante disputa porém está sobre uma base real e historicamente construída.

O dinheiro em relação privada. O dinheiro em relação pública.

Todo mundo ocupando.

Sem formação as informações podem ser mais ruidosas e reinterpretação e reproduzir relações historicamente tendenciosas.

A distância da capacitação da pessoa ter autonomia reflexiva e contemplativa. Mas quando toca a questão de mobilidade urbana e trânsito das cidades entram questões pertinente a um saber e regulamentação das práticas e contratos com fim de ajustes necessários para garantir qualidade e segurança a todos.

Só que uma dos grandes muros sendo construído é o das novas falsidades

Mas não é só uma questão de ação individual-social. Há limites e limiares a mobilização corporal.

O coletivo demanda pessoas que agem coordenadas, pessoas que apoiem essas ações, meios e apoios legítimos de poder. O que desvincularia seria uma massa de consumidores desconexa de interesses e sem se conhecer que trocam serviços. A dupla materialidade da presença de outra pessoa viva e um apoio que não produto mas modificação.

A partir do celular a mediatização da relação entre as pessoas atingiu um nível de fetiche do digitalismo e marketings.

Certamente que a questão do quanto a liberdade é condicionada pelo meio ambiente é uma questão pertinente na dimensão concreta das matérias. Seja produto de uma cultura ou ecossistemas e maneiras que a humanidade se relaciona.

Um olhar da antropologia contemporânea,

Um olhar decolonial,

Um olhar sociológico clássico,

Há além da dinâmica sociológica, a cultura. A da qualidade do trabalho nas dimensões de relação trabalhador-trabalho-mercado-empregador.

Digo isto pois hoje no Brasil há uma cisão de classes quando pensamos em termos de produto. Pior é quando pensamos em manutencao da existência.

Estamos sempre idealizando e projetando como vai ser quando chegar lá.

Tem a relação da empresa comemorando a data às pessoas. Mas não entre as pessoas. Benefício de cima para baixo.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.