Os impasses da esfera política do moderno no capitalismo estatal contemporâneo ao século XXI

A falta do que tem de bem mais de qualquer um que seja por ele próprio uma substância. Hoje vivemos um processo de usurpação do que resta de coisa pública. Isto é o que dizem os jornais quando mostram que uma classe política assumiu tantos dinheiros que atrapalham a máquina enquanto calvagam a mesma pra chegar em algum objetivo que achou apropriado para trocas de interesses.

A política corrupta que polui na televisão já pode ser vista como um mal do controle de mais valia privada sem retorno concreto. E quando digo isso vemos que o que há de concreto sendo subido e arrastado pelas nossas ruas nos faz mesmo é querer mais pra passar melhor o carro ou o ônibus. Seja os males uma atrás do outro que vem nas opçoes capitalistas, de tal maneira que somente uma passando sobre outra que passa sobre nossas razões e nos leva pelas paixoes como disse Marcuse que o capitalismo dessublima, torna nossas vontades universalmente humanas em simbolos figurados nos produtos. 

Tal maneira que a modernidade e o moderno tá imbricado, acumulado ao capitalismo que o Estado democrático se dá muito bem e muito mal. Muito bem pra reprodução de privilégios das elites e da manutenção duma desigualdade sistemática pra exploração generalizada.

 Infelizmente teremos muito para rever com nossos país ou com as teorias marxistas ou teorias modernas de qualquer área que teja escrito num século todo. Com a entrada no século xxi as questões são tão contemporâneas quanto escorregadias. Se misturam mas se tornam como híbridas, que se junta num diferente e multiplo. A realidade globalizada atinge também desigualmente entre as culturas e as pessoas. 

As crises de ontem solucionadas em parte sempre sobrando pra algo novo é pertinente a todo o nosso redor. Convivemos ou alternamos em modos hoje estigmatizados e onde os preconceitos ditam as possibilidades de seguridade ou risco. Então a realidade é ao lado ignorada e doutro canto fechado sobre si mesmo ordenado de algum estabelecimento privado programado entregue chega pra entregar cultura e comida pronta pra consumo. Se falar de fast made lunch e etc vai dar nado pra cansar.

Mas claro, tudo isto são algumas instituições podres. Vivemos como humanidade de tantos outros podres mais safados e gostosos. Aproveitar é uma beleza que nas músicas se dançam em tempos de se permitir. O alcance pra acessar em diferentes saberes faz preciso o nosso corpos, ouvidos, conversas e presenças para estar atento ao quem acontece pelos cantos que andamos.

 Tenho as localidades e ambiente como referencia principal para refletirmos a condição política da construção do espaço e das disposições. 

Hoje estamos, sobre consciência, tão dispersos como coletivo que qualquer empresa que venha com absurdos decididos em mesa de 20 que atinge milhões de consumidores se tornam custo à nossa vida, no caso a única que todos nós temos e a que terá amanhã pois se hoje foi ruim imagina amanhã que vai ser outro dia se certos ajustes cortantes nas qualidades dos serviços e produtos públicos enquanto as quantidades dos serviços e produtos privados são diversificados em pseudociencias técnicas de comunicar bem na media das paixões reprodutíveis universalmente enquanto pessoas humanas estamos sendo induzidos a gostar de sua hoje para comprar toalhas amanhã enquanto a ciência pode ser plural e emancipatória ao invés de manter logicas exploratória e colonial.

O capital torna-se mais especulativo financeiro visual simbólico cínico cinético. O estado se torna mais representativo QUE efetivo e participativo e plural. O capitalismo engana nos sobre como solucionar os problemas concretos que tanto machuca e sufoca tantas vidas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.